Rech avança na agenda ESG e investe em caminhão 100% elétrico

Com o compromisso de diminuir a emissão de gases poluentes na sua estrutura operacional e seguir o plano para o avanço da agenda ESG, a Rech, maior rede de peças para máquinas agrícolas e pesadas do país, investe no seu primeiro caminhão 100% elétrico. A companhia começa a operar com o novo transporte na primeira quinzena de agosto e fará a distribuição dos produtos partindo do seu centro de distribuição em Hidrolândia para todas as suas unidades e clientes de Goiânia. O caminhão elétrico possui autonomia para rodar até 250 quilômetros por dia.

Segundo Fleiron Nazareno da Silva, diretor de Supply da Rech, enquanto um veículo a diesel pode emitir mais de mil toneladas de carbono por ano, o novo investimento da companhia vai zerar a emissão do gás. “Outro ponto a ser destacado é o menor custo. Devido a instabilidade no preço do diesel – que representa 40% dos gastos das transportadoras, a economia será representativa a médio e longo prazo para a nossa logística. A companhia deve gastar 30% menos com o caminhão elétrico”, comemora.

Além do menor impacto ambiental que é o ponto fundamental no processo, o caminhão conta com alta tecnologia, com rapidez no carregamento de baterias e também rastreador, que contribui para a segurança da carga e do próprio veículo. A eficiência dos motores também se tornou destaque. O gerente de transportes da companhia, André Carvalho, destaca que o caminhão usa o atrito do motor para produzir eletricidade. “Desse modo, as baterias são recarregadas constantemente, o que contribui para a eficiência energética”, analisa.

O novo projeto faz parte de uma abordagem mais ampla da companhia que já possui um programa de sustentabilidade muito bem estruturado. Interligado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, o programa atinge 11 dos 17 ODS dentro de 5 pilares: Clientes, Trabalhadores, Governança, Comunidade e Meio Ambiente.

Para fortalecer o compromisso da Rech com o meio ambiente, para o ano de 2022 a companhia pretende avançar em outros projetos. A rede projeta transferir a logística de transportes de outros centros de distribuição e unidades para fornecedores que estejam comprometidos a fazer a neutralização da emissão do carbono emitido, além de operar com empilhadeiras elétricas em seus CD’s, aquisição de papelão de reuso e utilização de energia renovável em suas unidades próprias de Mato Grosso.

A Rech também comemora o reconhecimento externo de suas ações. No início de 2022, a companhia conquistou, no primeiro ano de avaliação, o selo Bronze Ecovadis de sustentabilidade, uma das mais importantes e confiáveis certificações mundiais de avaliação em sustentabilidade empresarial, e adesão ao Pacto Global das Nações Unidas.