Venda de importados anota em maio alta de 8,7%. Produção nacional, queda de 6,9%.

As onze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 4.919 unidades, das quais 1.630 importadas e 3.289 veículos de produção nacional, anotaram em maio último queda em suas vendas de 2,3% ante abril de 2022, quando foram comercializadas 5.033 unidades. Comparado a maio de 2021, a redução é de 25,6%: 4.919 unidades contra 6.616 veículos.
Na importação, as 1.630 unidades vendidas significaram alta de 8,7% ante as 1.500 unidades de abril de 2022 e redução de 28% ante maio de 2021; enquanto na produção nacional – com 3.289 unidades – a queda de vendas foi de 6,9% ante as 3.533 unidades do mês anterior e redução de 24,4% em relação a maio de 2021.
Com esse desempenho de abril, as marcas associadas à Abeifa anotaram no acumulado do ano 24.223 unidades licenciadas, 12% inferior às vendas dos cinco primeiros meses do ano passado. Ao separar os números de importados e unidades de produção nacional, no entanto, a disparidade ainda é marcante. Enquanto os importados amargaram baixa de 33,2% (7.035 unidades este ano x 10.528 veículos em 2021), a produção nacional apresentou performance positivo de 1,1% (17.188 x 17.001 unidades).
Participações – Em maio último, com 4.919 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 2,8% do mercado total de autos e comerciais leves (174.814 unidades). Se consideradas somente as 1.630 unidades importadas, as associadas à entidade responderam por apenas 0,9% do mercado interno brasileiro, enquanto as unidades nacionais, com 3.289 veículos, significaram marketshare de 1,8%.