ANFIR apresenta novo presidente

Por Wellington Hokama –

Alcides Braga, da TruckVan, deixa a presidência da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários – ANFIR – depois de ocupar o cargo por dois mandatos (2012 a 2015 / 2015 a 2018). Em sua despedida, como balanço, foi destacado o esforço da entidade pela recuperação do mercado de implementos e do ganho de visibilidade da associação. Defendeu ainda o papel do BNDES como parceira da indústria e às novas possibilidades de negócios.

“Queremos participação do BNDS. Lutamos demais para conseguir uma linha de crédito 100% para pequenas e médias empresas”, explicou Braga.

Como marco do mandato, o agora ex-presidente lembrou a realização da edição 2015 da FENATRAN, em plena crise econômica, que contou com incentivo importante da ANFIR. Para fechar, foi comemorado o bom desempenho da FENATRAN 2017, que impulsionou o trabalho da indústria para o primeiro trimestre de 2018. Acompanhou ainda vídeos com mensagens dos presidentes Antonio Megale (ANFAVEA), Dan Ioschpe (SINDIPEÇAS), Tayguara Helou (SETCESP), entre outros, que parabenizaram a gestão e desejaram sorte na sequência profissional e pessoal de Alcides Braga, que agora seguirá como presidente do conselho.

Após a 38ª Assembleia Geral Ordinária, foi eleito como novo gestor, Norberto Fabris, da Randon. Ele cumprirá mandato para o triênio 2018/2021. O novo presidente estima um 2018 positivo, com crescimento de 8% a 10%, em relação ao ano passado. Apesar de reconhecer que os números seguem abaixo da capacidade produtiva brasileira, Fabris considera que a retomada acontecerá de forma gradativa. A projeção para este ano é fechar o mercado com o emplacamento de quase setenta mil implementos.

DADOS DO SETOR

De janeiro a março de 2018 foram emplacados 8.670 reboques e semirreboques, crescimento de 76,76%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Esse dado reflete o otimismo da Anfir em relação a recuperação do mercado interno.

Crescimento também em relação aos emplacamentos de carrocerias sobre chassis, que cresceu 35,73% no primeiro trimestre deste ano. No entanto, em relação ao mercado externo, até o mês de fevereiro foi registrado queda de 31,89%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.