Safra de soja 17/18 do Brasil será a segunda maior da história, diz Rabobank

O Rabobank estimou nesta quarta-feira que a safra de soja 2017/18 do Brasil, com colheita próxima de ser iniciada, alcançará 107 milhões de toneladas, a segundo maior da história, aquém apenas das 114 milhões de toneladas registradas em 2016/17.
Em relatório com perspectivas para as commodities agrícolas em 2018, o banco projetou que a área ocupada pela oleaginosa neste ciclo será de 34,5 milhões de hectares, um novo recorde.
“Por outro lado, a perspectiva é que a produtividade brasileira retorne à linha de tendência nessa temporada, para 3,1 toneladas/hectare, sendo 9 por cento inferior àquela observada na safra 2016/17, quando houve condições climáticas extremamente favoráveis ao desenvolvimento das lavouras”, pontuou o banco.
De acordo com o Rabobank, a produção brasileira e a norte-americana (prevista em 120 milhões de toneladas) manterão as reservas mundiais em patamares “confortáveis”.
“Em um cenário de elevada oferta e estoques em níveis relativamente confortáveis, geralmente a tendência seria de pressão sobre os preços. Porém a demanda global aquecida tem contrabalanceado e, de certa forma, sustentado as cotações internacionais”, disse o Rabobank, que prevê preços na bolsa de Chicago entre 9,80 e 10,05 dólares por bushel neste ano.
Com relação ao milho, a instituição afirma que a primeira safra (“verão”) alcançará 25 milhões de toneladas, em 4,9 milhões de hectares, quedas de 18 e 10 por cento ante 2016/17, respectivamente.
“Os reflexos dos preços pressionados do milho já foram refletidos na safra de verão 2017/18”, disse o banco, explicando o porquê da menor produção agora após cotações deprimidas em 2016/17 em razão de uma colheita recorde.
Para o milho de segunda safra (“safrinha”), colhido no inverno, a estimativa do Rabobank é de produção de 63 milhões de toneladas em 12 milhões de hectares.
Dessa forma, a expectativa do Rabobank para a safra total brasileira de milho é de 88 milhões de toneladas, 10 por cento menor que no ciclo 2016/17.
Fonte: UOL/ NTC&Logística

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.