CNH Industrial leva programação ambiental para a comunidade

As ações foram promovidas em Sorocaba (SP), Piracicaba (SP), Curitiba (PR), Contagem (MG) e Sete Lagoas (MG)

Aprender a plantar mudas frutíferas, dar a correta destinação aos resíduos, entender como funciona um biodigestor e até fazer um minhocário. Atividades tão diferentes e com o mesmo objetivo: integrar as pessoas à natureza, tema do Dia Mundial do Meio Ambiente de 2017. Visando reforçar a importância da preservação dos recursos naturais, a CNH Industrial desenvolveu, ao longo do mês de junho, ações envolvendo os seus funcionários e as comunidades no entorno de suas plantas.

Em Contagem (MG), foram promovidas atividades de conscientização para os pais e alunos da Escola Lígia Magalhães, no bairro Cidade Industrial. Na ocasião, foram abordados temas sobre gestão de resíduos, consumo consciente da água, emissões atmosféricas, tratamento de efluentes, 5S e sustentabilidade.

Em extensão a essa ação, os alunos visitaram a planta do município para conhecer os processos de reciclagem da unidade produtiva. Essas iniciativas beneficiaram diretamente mais de 60 pessoas. Segundo a especialista em Sustentabilidade da CNH Industrial para a América Latina, Erika Michalick, a conexão fábrica-comunidade é parte do dia a dia da empresa. “Essa rotina faz com que eles estejam sempre integrados, a fim de trabalhar em prol de melhorias para o meio ambiente e, consequentemente, para a sociedade”, disse.

A empresa também promoveu uma programação especial para o público interno. Estandes com temas relacionados a energia, resíduos e água foram dispostos na planta mineira de máquinas de construção. Os espaços ofereceram atividades educativas e de conscientização, realizadas em parceria com empresas como a GRI, HB Soluções, Detetizar e Engescom.

Na unidade de Sorocaba (SP), os funcionários e seus familiares participaram da oficina de mudas frutíferas no Jardim Botânico Irmãos Villas-Bôas, promovida em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente da cidade. O encontro contou com cerca de 25 pessoas e ensinou o cultivo de frutas em pequenos espaços. Foi realizada também uma apresentação sobre as funções do biodigestor, equipamento para a produção de biogás, com o intuito de demonstrar como os restos alimentares podem ser utilizados como adubo orgânico. Além disso, a parceria com a Secretaria de Meio Ambiente possibilitou a implantação de um poste com saquinhos para a coleta de dejetos de animais no Parque das Águas. A ação tem por objetivo conscientizar sobre a importância da diversão para os pets, a coleta e o descarte correto dos dejetos.

Em Piracicaba (SP), os colaboradores tiveram aulas educativas com a empresa Fênix sobre a destinação de resíduos e a importância da separação correta dos alimentos, além da criação de um minhocário para incentivar a compostagem caseira. Eles também receberam a doação de 250 mudas de hortaliças. Nos próximos meses, a unidade produtiva ainda irá implantar um sistema de compostagem com os resíduos orgânicos gerados no restaurante.

Na planta de Curitiba (PR), foi realizada uma campanha de conscientização sobre as questões ambientais existentes na fábrica (energia, água, resíduos e emissões atmosféricas) que envolveu mais de 500 funcionários. Em Sete Lagoas (MG), ações socioambientais foram promovidas com a comunidade Cidade de Deus, na Escola Juca Dias. Os 110 alunos participantes tiveram orientações de como pequenas mudanças no dia a dia podem resultar em grandes ações.

Por conta dessas e outras ações, a CNH Industrial América Latina é a mais sustentável das operações da empresa no mundo. Na região, são reciclados quase 96% de todos os resíduos gerados e, em 2016, foram reutilizados 47 milhões de litros de água. Cerca de 99% de toda energia renovável das unidades produtivas no Brasil é proveniente de energia hidrelétrica e gás. As plantas localizadas em Piracicaba (SP), Sorocaba (SP), Curitiba (PR), Contagem (MG), Sete Lagoas – veículos comerciais e motores – (MG) e Córdoba – veículos comerciais – (ARG) são certificadas pela ISO 50001, norma global para a Gestão de energia.

Fonte:PG1Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.