Vendas de pesados encolhem, mas média diária aumenta

Com menos dias úteis, resultado de abril foi 14% inferior ao de março

As vendas de veículos pesados acumularam nova queda no mês passado. Foram negociados 4,5 mil caminhões e ônibus no Brasil, com redução de 14% na comparação com março e de 14,7% sobre abril de 2016. Os dados foram divulgados pela Fenabrave, entidade que representa os distribuidores de veículos. Desta vez, mesmo com a queda, há um alento para as fabricantes do setor: com tantos feriados, o mês passado teve apenas 18 dias úteis, o que prejudicou o balanço geral. A média diária de vendas, no entanto, aumentou, o que sinaliza que o mercado enfim começa a reagir.

Foram 252 emplacamentos por dia em abril contra 230 licenciamentos/dia em março, uma evolução de 9,5%. Assim como aconteceu com as vendas de veículos leves (leia aqui), se abril fosse um mês convencional com cerca de 20 dias úteis, o volume total de vendas teria crescido. Com o resultado, no entanto, o acumulado do primeiro quadrimestre de 2017 fecha com redução de 22,7% na comparação com igual intervalo do ano passado.

O segmento de caminhões acumulou a maior retração do período, de 23,4% para 13,1 mil unidades. Somente em abril foram 3,4 mil emplacamentos, patamar 15,4% inferior ao de março e ainda 16,8% menor que o registrado há um ano.

As vendas de ônibus encolheram 20,1% no quadrimestre, para apenas 3,5 mil chassis licenciados. Em abril foram negociadas pouco mais de mil unidades, com baixa de 9,1% na comparação mensal e de 7,4% na anual.

Fonte: AutomotiveBusiness

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.