Vendas de caminhões podem encolher mais em 2017, segundo a Carcon Automotive

Fonte: AutomotiveBusiness-

Depois do fraco começo de ano para as vendas de caminhões, a Carcon Automotive admite que as vendas do setor podem encolher novamente em 2017. “Nosso cenário mais pessimista é de uma nova queda, para apenas 48 mil unidades”, avalia Carlos Reis, presidente da consultoria. O resultado representaria contração de 4,4% sobre o já fraco resultado de 2016. Seria o quarto ano consecutivo de baixa nos emplacamentos de veículos do segmento. “O momento econômico segue ruim, muito afetado pelo cenário político. Ainda existem muitos caminhões parados”, diz.

Com isso, a visão da consultoria é mais pessimista que a da Anfavea, que aposta em expansão das vendas de caminhões em 2017. Reis admite que, por enquanto, ainda há tempo para os negócios se aquecerem nos próximos meses, compensando a queda do início do ano. Ele diz que, se isso acontecer, o mercado pode chegar a 51 mil caminhões, com leve alta na comparação com o ano passado. “Se as coisas melhorarem muito podemos alcançar 58 mil veículos, mas esta é a projeção menos provável.”

O consultor revela que os frotistas e as empresas de transportes aguardam sinal consistente de melhora no cenário econômico para voltar a investir em caminhões novos. “A demanda segue fraca em março. A única boa notícia do mês é que o nível de estoques está regularizado, então a produção pode subir um pouco”, diz, mas sem esperar avanço consistente.

Carlos Reis fará análise completa do cenário para o setor de caminhões durante o VIII Fórum da Indústria Automobilística. Além de traçar as expectativas para o mercado, ele vai abordar as oportunidades para que as empresas amenizem os efeitos da crise.

O evento é o principal encontro de negócios do setor automotivo e acontece em São Paulo (SP) no dia 17 de abril, com debates sobre a cadeia produtiva, compras das montadoras e mercado, entre outros temas. Além de conteúdo, o Fórum traz feira tecnológica e exclusiva rodada de negócios com montadoras, sistemistas e a cadeia produtiva. Mais de 800 profissionais do setor automotivo já se inscreveram. Veja aqui a programação completa e garanta a sua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.